Doenças tratadas pelo endocrinologista

 

Obesidade

Caracterizada pelo acúmulo de gordura corporal, essa doença

epidêmica é causada por fatores genéticos, maus hábitos

alimentares, sedentarismo e disfunções endócrinas. A obesidade é fator de risco para várias doenças: aumento da pressão arterial, diabetes, aumento do colesterol e triglicérides, desgaste precoce das articulações, doenças cardiovasculares.

Osteoporose

Doença sem sintomas na maioria das vezes, a osteoporose se caracteriza por perda de massa óssea, que se não tratada adequadamente, pode levar a um risco aumentado de fraturas. As causas mais frequentes são a perda acelerada de osso ligada à menopausa e o envelhecimento (tanto em mulheres quanto em homens).

Distúrbios da hipófise

A hipófise secreta vários hormônios que controlam o funcionamento de outras glândulas, sendo considerada assim a glândula mestra. Assim, sua disfunção pode alterar o crescimento, a menstruação, o desejo sexual, a fertilidade e o funcionamento das adrenais e da tireoide.

Distúrbios das paratireoides

As paratireoides são 4 pequenas glândulas situadas atrás da tireoide, responsáveis pela regulação do cálcio no sangue. O funcionamento acentuado destas glândulas pode levar a osteoporose, fraturas e cálculo renal. A diminuição do funcionamento ou a ausência das paratireoides em decorrência de complicações de cirurgias da tireoide podem provocar fraqueza, formigamento e caimbras.

Vitamina D baixa

A vitamina D é um hormônio produzido pela pele por ação dos raios solares e tem funções essenciais para o metabolismo e a imunidade. Sua insuficiência é extremamente comum no Brasil e no mundo e pode trazer em longo prazo consequências maléficas principalmente para a massa óssea.

Diabetes

O diabetes é caracterizado por excesso de açúcar no sangue e, apesar de muitas vezes ser

descoberto sem sintomas, pode levar a uma série de complicações como: cegueira, insuficiência renal, amputações, infarto do miocárdio, disfunção sexual, entre outras. Os principais tipos são o diabetes tipo 1 (que acomete mais crianças e adolescentes), o tipo 2 (mais em adultos com excesso de peso) e o diabetes gestacional.

Distúrbios do colesterol/triglicérides

O colesterol elevado pode ser causado por excesso de alimentação industrializada e de gordura animal, causas genéticas, diminuição do funcionamento da glândula tireoide, além de algumas medicações utilizadas na prática clínica. As consequências do colesterol aumentado no sangue estao relacionadas com doenças coronarianas, como o infarto agudo do miocárdio precoce.

Distúrbios adrenais

As glândulas adrenais ou suprarrenais estao localizadas sobre os rins e são responsáveis pela produção de hormônios importantes como o cortisol, a adrenalina e os hormônios sexuais como a testosterona. O funcionamento excessivo nas adrenais podem levar a um aumento de peso, estrias no corpo, aumento de pelos e alterações menstruais. O funcionamento diminuído das adrenais podem causar fraqueza, emagrecimento e diminuição da pressão arterial.

Síndrome metabólica

A sindrome metabólica é causada por aumento da gordura abdominal, levando ao desenvolvimento de pressão alta, diabetes, alteração do colesterol e triglicérides, aumento do ácido úrico e do risco de infarto do miocárdio.

Distúrbios da puberdade

O início da puberdade antes dos 8 anos nas meninas e dos 9 anos nos meninos é chamado de puberdade precoce. Esse distúrbio pode acarretar problemas psicológicos e de crescimento.

Doenças da tireoide

A tireoide é uma glândula situada na parte anterior do pescoço, que está ligada à regulação do

metabolismo corporal. O hipotireoidismo (falta de hormônios) pode causar ganho de peso, cansaço, sonolência, inchaço, intestino preso, sensação de frio excessivo, depressão, alterações de memória e aumento do colesterol. Já o hipertireoidismo (excesso de hormônios) pode causar emagrecimento, sensação de calor excessivo, palpitações, insônia, cansaço, nervosismo, agitsção e tremor. A tireoide pode ainda conter nódulos, que na maioria das vezes são benignos mas eventualmente podem ser cânceres.

Distúrbios do crescimento

O mais frequente distúrbio do crescimento é a baixa estatura em crianças cujos pais também tem baixa estatura. No entanto, a baixa estatura pode também estar relacionada a distúrbios da tireoide, da hipófise e das adrenais, entre outros.

Ovários policísticos /
Distúrbios menstruais

A síndrome dos ovários policísticos é um distúrbio caracterizado clinicamente por excesso de pelos ou acne e irregularidade menstrual. Frequentemente também se observa ganho de peso e dificuldade para engravidar. Além disso, exite um risco aumentado de desenvolvimento de doenças metabólicas, como aumento da pressão arterial, diabetes e alterações do colesterol.

Distúrbios endócrinos na gestação

A placenta produz diversos hormônios, que nas pessoas predispostas, podem levar ao desenvolvimento de diabetes gestacional. Outro aspecto importante e fundamental é verificar o funcionamento da tireoide durante a gravidez, que é diferente da mulher não gestante. É aconselhável que as mulheres antes de engravidar controlem o peso corporal, assim como as alterações na glicose sanguínea e na função tireoidiana.

Av. Moema, 300, cj 102, São Paulo/SP
(11) 5052-2670 / (11) 2609-5251 / (11) 97322-9937 
Al. dos Jurupis, 452, cj 53 bl A, São Paulo/SP
(11) 5051-2087 / (11) 5051-6095 / (11) 99777-7556